Estudar nas férias pode fazer a diferença na carreira

Qual a atuação de um licenciado em Matemática?
30 de novembro de 2017
10 dicas para se dar bem na apresentação do TCC
14 de dezembro de 2017
Exibir tudo

O semestre na faculdade finalmente terminou. Depois de um ano letivo cansativo, a ordem é juntar as malas e buscar a tranquilidade nas férias, certo? Talvez. A presidente da consultoria Grupo Foco, Eline Kullock, indica outra programação: estudar. Para ela, a escolha por um curso pode ser um diferencial no currículo. “É importante pensar o que você pode fazer para tornar as suas férias produtivas e não ficar parado”, recomenda.

 

Eline afirma que o estudante que opta por ocupar seu tempo livre com cursos e estudos tem um grande diferencial aos olhos do mercado de trabalho. “Hoje existe um grande número de pessoas com o currículo muito bom. O candidato que prova que se interessou em buscar aperfeiçoamento acadêmico mesmo nas férias tem vantagem sobre aqueles que não fizeram essa escolha”, afirma.

Eline, que também pesquisa tendências no comportamento jovem, principalmente da geração Y, afirma que o estudante deve ter foco na hora de escolher o que estudar e não optar por qualquer aula só para preencher seu tempo e dar volume ao currículo. “Eu indico muito algum curso de língua nas férias, pois isso não é mais um diferencial para o aluno e sim uma obrigação”, diz.

 

Existem os cursos de férias voltados para a área de idiomas entre outros.

 

Formanda em Publicidade e Propaganda pela Escola Superior de Publicidade e Marketing de Porto Alegre (ESPM Sul), Marcela Zappelini fez um curso de férias no verão do ano passado. Interessada em moda e com desejo de se voltar para a área de marketing, a estudante de 22 anos optou pelo curso de trend hunter , com o objetivo de entender melhor o surgimento de tendências e aperfeiçoar seu conhecimento para trabalhar com publicidade.

.

“Aprendi como abrir a mente para o que pode vir a ser uma tendência. Incorporei na minha vida profissional e estou sempre lendo a respeito”, conta. Atualmente Marcela trabalha na área de marketing de uma casa noturna da capital gaúcha e conta que o curso ajudou-lhe a conquistar a vaga.

 

Para alunos que têm a mesma convicção de Marcela, a presidente do Grupo Foco aconselha cursos de especialização. Para os que ainda não têm certeza de que caminho desejam seguir, a especialista indica cursos de prática profissional. “É na prática que o jovem consegue ver se gosta de fato daquela profissão e é capaz de decidir em qual área quer atuar. Como é mais difícil conseguir estágio, um curso prático é interessante”, completa.

 

Outra dica de Eline para os estudantes mais indecisos é a procura por cursos genéricos e de aperfeiçoamento pessoal. “Qualquer curso na área de tecnologia é essencial, assim como os de comportamento e postura profissional. É importante não ficar parado, e estar sempre buscando aperfeiçoamento”, conclui.

 

Fonte: https://www.terra.com.br

1 Comentário

  1. Nilman Santos disse:

    Quero falar aqui que sua matéria me foi de muita ajuda e informação valiosa por ser de muita qualidade e bom conhecimento. São poucos sites que tem esse apreço pelo leitor. OBG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *