Estudos nas férias, como se organizar?
8 de junho de 2018
Qual a importância da educação à distância na atualidade
18 de julho de 2018
Exibir tudo

A profissão TTI

Para a maior parte das pessoas, não deve haver segredos acerca da profissão de Corretor de Imóveis. É o profissional responsável por auxiliar na compra, venda e aluguel de imóveis. É aquela pessoa simpática que procura ajudar a descobrir qual o gosto e o desejo do cliente e também ajuda a promover sua casa, até que alguém se interesse por ela.

Mas há muito mais na profissão de TTI (Técnico em Transações Imobiliárias) do que apenas ajudar pessoas a encontrar uma boa casa para morar, embora pareça ser o objetivo principal.

O Técnico em Transações Imobiliárias também é responsável por montar o processo documental do imóvel captado, registrando todo os trâmites e as ocorrências do período em que a casa esteve em período de venda ou locação. Para fazer tal registro, é preciso técnica e sobretudo conhecimento acerca do procedimento. Para tanto, é preciso fazer cursos, se manter atualizado, para sempre saber documentar corretamente.

O corretor de imóveis (TTI) também deve prestar atendimento no pós-venda e pós-locação, oferecendo atendimento de qualidade e confiança não só para quem vendeu ou alugou, mas também para quem comprou. É um serviço de qualidade e consideração com o cliente, que confia no serviço do corretor para conseguir comprar ou vender ou alugar uma casa.

Então, temos quatro principais funções do técnico de transações imobiliárias:

– capta, vistoria e disponibiliza imóveis para venda e locação;

– monta processo documental do imóvel captado;

– presta consultoria e assessoria ao locador, proprietário, locatário e comprador;

– realiza serviços pós-venda ou pós-locação, oferecendo atendimento de alta qualidade.

É um trabalho e tanto, não?

E como me tornar um corretor de imóveis?

Simples. Para conseguir se legalizar como corretor de imóveis, é necessário fazer um curso técnico. O Instituto Metta oferece o curso de TTI. Matricule-se e comece os estudos.

Fonte: https://www.institutomonitor.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *