Porque é importante se especializar em uma área

Quem pode fazer pós-graduação? Descubra agora!
12 de janeiro de 2018
Saiba por que você nunca pode parar de estudar
23 de janeiro de 2018
Exibir tudo

Pense rápido: Você quer ser o profissional que transmite confiança e coopera para o crescimento tanto da empresa quanto da equipe colaboradora? Não precisa responder agora. Nosso objetivo, por enquanto, é trazer a reflexão sobre a importância de se especializar em uma área. Para você ter ideia, a especialização pode dar o status de reconhecimento, assim como abrir portas dentro de uma empresa.

 

Diferente do profissional generalista, que sabe de tudo um pouco, o especialista é a parte que precisa estar alinhada ao todo. Ou seja, é aquele profissional que irá dominar uma área específica e entender como isso vai afetar o trabalho dos outros. A sócia-proprietária da empresa Ciclo RH, Aline Moura, avalia a importância de ter foco. “O profissional que não tem um norte em sua carreira, acaba sabendo ‘muito pouco sobre muita coisa’ e este conhecimento raso não é interessante”. De acordo com ela, é preciso buscar o que gosta de fazer e se especializar para não se tornar um profissional limitado.

 

Para o professor dos MBAs da Fundação Getúlio Vargas (FGV), João Brandão, o especialista possui grande importância para o mercado. “Ele transmite confiança e eficiência e tem sido muito valorizado dentro de uma empresa”, avalia. Ele ainda leva em consideração que a especialização garante a construção da trajetória de carreira sólida.

 

Quanto as vagas de emprego, Aline afirma que os cargos que surgem tem requerido um nível de exigência mais alto. “As empresas buscam profissionais mais qualificados e a especialização tem sido o diferencial competitivo”, diz.

 

Valorização

A valorização desse profissional é o reflexo das características que possui. De acordo com Brandão, por transmitir confiança e ter domínio em projetos e gestão, esse profissional irá sustentar uma equipe. Tanto que será requisitado nas decisões mais importantes do time.

 

– Um bom gestor não consegue fazer uma boa gestão se não tiver uma equipe boa. Ele tem uma competência pessoal de liderança, sentido de cooperar, ajudar e integrar. Então pode ser um líder efetivo – João Brandão.

 

Na visão de Aline, os especialistas têm se destacado por conta da estabilidade profissional e qualificação. “A graduação não é mais um diferencial. Está longe de ser suficiente para garantir um posicionamento sólido no mercado em cargos mais estratégicos. A especialização que dará rumo à carreira profissional”, avalia.

 

Outro fator a ser considerado é, por exemplo, quando o mercado está em crise, como atualmente. As empresas fazem redução no quadro de funcionários, porém os profissionais com especializações são valorizados por possuírem um diferencial. “No  atual momento econômico, o mercado busca ganhos de produtividade e maior eficiência profissional. As organizações precisam melhorar sua rentabilidade e esta realidade reflete diretamente na busca dos novos profissionais para cargos mais estratégicos que, consequentemente, exigem maior especialização”, ressalta Aline.

 

Entretanto, somente ser especialista não conta. É preciso que o profissional também valorize o trabalho que desempenha. “O especialista é valorizado quando tem um desempenho e atitude diferenciada. O mercado já o preza e irá prezar ainda mais quando trouxer consigo o bom desempenho”, destaca Brandão.

 

Líder efetivo

Por estar em um ambiente cooperativo, Brandão diz que o especialista transmite para os demais colaboradores: segurança, disciplina e objetividade. “Passam visões positivas por mostrar características que são valiosas de competência e precisão no que faz”, diz.

 

Sendo assim, os funcionários mais jovens de uma empresa terão muito a aprender com o especialista. Na visão do professor Brandão, esse profissional será uma espécie de educador por proporcionar um ambiente propício para o aprendizado. “Passa uma sensação boa de sucesso, conquista e bons frutos de um trabalho árduo. Essas são mensagens que são importantes até mesmo para criar um clima agradável dentro da organização”, ressalta Brandão.

 

Fonte: http://www.ecaderno.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *